05
Qui, Dez

São Caetano 1 x 1 XV de Piracicaba - Em jogo dramático, Azulão se segura e é campeão

Futebol
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times
Texto: Agência Futebol Interior
Foto: Anderson Rodrigues/FPF

O time do ABC Paulista acabou também garantindo sua vaga na Série D da próxima temporada

São Caetano do Sul, SP, 16 (AFI) - O São Caetano conquistou o título inédito da Copa Paulista na noite deste sábado ao segurar um empate por 1 a 1 diante do XV de Piracicaba, no estádio Anacleto Campanella. O Azulão teve a vantagem do empate, pois derrotou o adversário, por 3 a 2, no Barão de Serra Negra, no último final de semana.

Com a conquista, o São Caetano leva uma premiação de R$ 250 mil e confirma vaga para a Série D do Campeonato Brasileiro, competição que disputou nesta temporada. Na ocasião, acabou caindo na primeira fase. Já o XV de Piracicaba, com o vice-campeonato, classifica para a Copa do Brasil. A última vez que esteve no torneio foi em 1991. O time alvinegro levou R$ 150 mil.

 

O jogo teve acompanhamento ao vivo do Placar FI e transmitido pela Rádio FI, em parceria com a Rádio Educadora.

 

PRIMEIRO TEMPO LENTO!
O primeiro tempo começou em ritmo intenso. Logo aos oito minutos, Peri cobrou falta fechada. Mazinho tentou tirar e acabou jogando contra a própria trave.

A bola ainda sobrou para Kadu Barone. De volta, após cumprir suspensão, o meia arriscou, mas mandou longe do gol. O São Caetano respondeu, principalmente, com jogadas de Clayton, sem sucesso.

O jogo foi caindo de produção com o decorrer do tempo. Em vantagem, o São Caetano povoou o meio de campo e deu pouco espaço para o XV, que encontrou dificuldade em fazer a infiltração. O time do ABC, no entanto, não deixou de atacar. Após cruzamento de Clayton, a bola ficou viva dentro da área quinzista. Anderson Rosa tentou de calcanhar, mas acabou travado.

 

AGUENTA CORAÇÃO


No segundo tempo, o duelo ganhou em emoção. Aos três minutos, Macena ganhou de Júnior Alves e chutou para defesa de Luiz Daniel. O XV tinha o domínio do jogo, mas acabou sendo castigado aos 20 minutos. Alex Reinaldo cobrou escanteio venenoso, Kadu Barone tentou afastar e acabou fazendo gol contra.

Atrás do placar, o time alvinegro foi com tudo para o ataque. Aos 25 minutos, Danilo Bueno arriscou o chute e carimbou a trave. O XV chegou a marcar aos 29, mas o lance acabou sendo anulado pela arbitragem. Danilo Bueno mandou para área, Robertinho ajeito e Alemão parou em Luiz Daniel. Na sobra, Robertinho tentou duas vezes até jogar no fundo das redes, nada valeu.

A partir daí, o jogo virou ataque contra a defesa. O XV foi insiste, pressionou e desperdiçou grandes oportunidades de gol. Aos 36 minutos, Macena impediu que a bola chegasse em Luiz Daniel e tocou para Luizinho. O atacante rolou para Fraga. Com o gol aberto, o volante jogou por cima.

PRESSÃO TOTAL


Na base da vontade, o XV empatou aos 45 minutos. Após cruzamento de Kadu Barone, Gilberto Alemão subiu sozinho para fazer 1 a 1. Na hora de pegar a bola no fundo das redes, Macena se desentendeu com o goleiro Luiz Daniel e ambos acabaram expulsos.

 

Como já havia feito as três substituições, Mazinho acabou indo para o gol. O XV, então, foi para pressão, mas acabou não chutando a gol, facilitando a vida do São Caetano, que se segurou como pôde e acabou confirmando o título da Copa Paulista.

 

Inscreva-se através do nosso serviço de assinatura de e-mail gratuito para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.